Vestido Casinha de Abelha

O clássico modelo Vestido Casinha de Abelha batinha é atemporal, confortável e com ótimo custo benefício. Bem versátil, dá para usar no dia-a-dia, ou mesmo vestir as menininhas para casamento na praia, batizado, aniversário, além de ser uma ótima opção para vestido de fim-de-ano Natal e  Ano Novo. O corte do vestido é trapezoidal com preguinhas que se adaptam bem tanto as silhuetas mais sequinhas quanto as mais redondinhas. Os bracinhos também ficam livres, sem amarras, já que a manguinha é ampla, tipo japonesa, com delicado arremate de picueta em linha. Então é perfeito para bracinhos finos ou grossinhos.
 
Vestido Casinha Abelha é apaixonante e permite total liberdade a criança, deixando-a bem à vontade para movimentos de brincar, correr e pular, não apertando peitoral, cintura ou quadril. Para proteção maior, aconselhamos sempre o uso da calcinha "bunda rica" folgadinha, que acaba funcionando com um micro shortinho.
 
Origem do ponto Smock / Casinha de Abelha - O ponto smock originou-se na Inglaterra, pelas mãos das mulheres das tribos saxônicas que adornavam seus pesados trajes com uma técnica especial de franzido, que consistia em preguear parte do tecido, amarrando pontos específicos. O nome smock, que significa blusão, passou a designar, desde então, essa técnica de bordado especial assim obtido. Com o passar dos anos, esse ponto foi adaptado à moda e virou um clássico mundial, servindo até hoje de adorno para roupas infantis, camisolas e roupas de senhoras, sendo usado principalmente nas palas das blusas e vestidos. O ponto smock, conhecido no Brasil como Casinha de Abelha, pode ser feito sob os mais variados tecidos. A técnica consiste em projetar tramas e amarrações sobre um papel e transferir o desenho para o tecido, marcando os pontos por onde irão passar os fios e nós.